Gabiroba (Campomanesia xanthocarpa) é uma planta de origem brasileira, cujo nome é originado da língua guarani, que quer dizer, árvore da casca amarga. Ela é conhecida popularmente por gabirobeira, guabiroba, guavirova, guabiroba-miúda e guabiroba-da-mata.

Conheça a Gabiroba

A gabirobeira se divide em gabiroba-do-cerrado e gabiroba-da mata. A primeira é uma planta arbustiva, que varia de 0,20 a 1,50 metros de altura. A gabiroba da mata pode alcançar até 15 metros de altura.

A planta possui ciclo perene, pouco exigente em relação ao solo, sendo resistente a diferentes climas e estiagens. Suas folhas são lisas ou ásperas e variam de verde-claro a verde-escuro. Possui flor hermafrodita, de coloração que varia do branco ao creme.

Seus frutos adocicados são arredondados, aparecem geralmente de outubro a dezembro e estragam com facilidade. A polpa é esverdeada, suculenta e possui grande quantidade de sementes. Propaga-se por sementes ou mudas.

Propriedades da Gabiroba

Ela é rica em carboidratos, proteínas, sais minerais, niacina e vitaminas C e do complexo B. Ela possui propriedades terapêuticas tais como adstringente, antidiarreica, antigripal, anti-inflamatória, por isso ela é suada na medicina popular em várias regiões brasileiras.

Onde encontrar a gabiroba?

A gabirobeira é encontrada em pomares caseiros e principalmente nas matas da bacia dos rios dos estados de Minas Gerais, São Paulo, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Em mercados, feiras livres e em sites que comercializam mudas e plantas.

As plantas medicinais não substituem o acompanhamento médico e em altas doses podem ser prejudiciais à saúde.

Utilização da Gabiroba

Seu consumo regular, de forma moderada, auxilia no alívio de diarreia e disenteria. Auxilia na prevenção de gripe, no tratamento de cãibras e males do trato urinário.

A infusão de suas folhas, em banhos de imersão, atua como um excelente relaxante muscular, ajudando a aliviar dores no corpo. A casca da árvore, em forma de chá, auxilia no tratamento de problemas como cistite e uretrite.

A gabiroba pode ser consumida in natura ou na forma de sucos, sorvetes, picolés, mousses, saladas de frutas e sobremesas.

Fonte: anaturezaebela
Ajude seus amigos, compartilhe saúde!